A mentira que vivemos #TheLieWeLive #SpencerCathcart

Agora você poderia estar em qualquer lugar, fazendo qualquer coisa, em vez disso está sentado sozinho diante de uma tela. Então o que está nos impedindo de fazer o que queremos, estar onde queremos estar?

The Lie We Live

The Lie We Live

 

Cada dia acordamos no mesmo quarto e seguimos o mesmo caminho, para viver o mesmo dia que vivemos ontem. No entanto, ao mesmo tempo, cada dia era uma nova aventura. Com o passar do tempo, alguma coisa mudou. Antes nossos dias eram atemporais, agora nossos dias são programados. É isso que significa ser evoluído? Ser livre? Mas nós somos realmente livres?

The Lie We Live

The Lie We Live

 

Comida, água, terra. Os principais elementos que precisamos para sobreviver são propriedade de empresas. Não há comida para nós nas árvores, água fresca nos riachos, terra para construir uma casa, se tentarmos pegar o que a terra oferece, seremos preso por isso, então nós obedecemos suas regras, explorando o mundo através de livros.

Por anos nós sentamos e regurgitamos o que nos dizem, testados e classificados como sujeitos em um laboratório, não para fazer a diferença neste mundo, mas para não ser diferente. Inteligentes o suficiente para fazer nosso trabalho, mas não para questionar porque fazemos. Então nós trabalhamos e o trabalho nos deixa sem tempo para viver a vida para qual trabalhamos, até que chega o dia que estamos muito velhos para trabalhar e nossas crianças ocupam nosso lugar no jogo. Para nós, o nosso caminho é único, mas juntos somos nada mais do que combustível. O combustível que alimenta a elite.

The Lie We Live

The Lie We Live

 

Elite que se esconde por trás dos logos de empresas. Esse é o mundo deles. E o seu recurso mais valioso não é o chão. Somos nós. Nós construímos suas cidades, executamos suas máquinas, lutamos suas guerras, afinal de contas, o dinheiro não é o que os impulsiona. É o poder, o dinheiro é simplesmente a ferramenta que eles usam para nos controlar, pedaços de papel sem valor que dependemos para nos alimentar, nos mover, nos entreter. Eles nos deram o dinheiro e em troca demos a eles o mundo.

Onde havia árvores que limpavam o nosso ar, agora há fábricas que o envenena. Onde havia água para beber, há lixo tóxico que fede. Onde os animais corriam livres, estão fazendas industriais, onde eles são nascidos e abatidos interminavelmente para nossa satisfação. Mais de um bilhão de pessoas estão morrendo de fome, apesar de ter comida suficiente para todos[…]